Journal Of Interactive Marketing

18 Apr 2019 05:43
Tags

Back to list of posts

<h1>Journal Of Interactive Marketing</h1>

<p>A conex&atilde;o da m&uacute;sica com a Web mudou muito nos &uacute;ltimos anos, e os artistas e gravadoras passaram a v&ecirc;-la como uma aliada para divulgarem seus trabalhos e criarem uma rela&ccedil;&atilde;o mais estreita com o p&uacute;blico. H&aacute; redes sociais em que &eacute; poss&iacute;vel reproduzir faixas pagando valores mensais, o que se tornado uma boa possibilidade para as pessoas que vive da m&uacute;sica hoje.</p>

<p>A come&ccedil;ar pelos servi&ccedil;os de streaming, como Deezer, Rdio e Spotify, em que &eacute; poss&iacute;vel ouvir can&ccedil;&otilde;es e &aacute;lbuns completos. Mathieu Le Roux, presidente da Deezer para a Am&eacute;rica Latina. Segundo a companhia, o Brasil &eacute; o segundo pa&iacute;s no universo com o maior n&uacute;mero de usu&aacute;rios entre os 4 milh&otilde;es de assinantes do streaming.</p>

<ul>
<li>Periodicidade de relat&oacute;rios</li>
<li>Fernando Kimura - Marketing do futuro: inova&ccedil;&atilde;o e neuromarketing com Fernando Kimura</li>
<li>Errar na mensagem</li>
<li>Quem recebe uma oferta por email gasta em m&eacute;dia 83% a mais nas compras online</li>
<li>Quem geralmente &eacute; o decisor da compra</li>
<li>Novembro quarenta e quatro</li>
<li>1 — Ahead 7, Startup Farm</li>
</ul>

<p>No Deezer, o neg&oacute;cio pode ser lucrativo pro artista. A Revolu&ccedil;&atilde;o Do Marketing Digital , 75% da renda &eacute; direcionada pras gravadoras, que exercem acordos com os m&uacute;sicos. Apesar de certa pol&ecirc;mica ter sido criada em redor do lucro dos artistas, os n&uacute;meros n&atilde;o mentem: a quantidade de m&uacute;sicas nos servi&ccedil;os de streaming s&oacute; cresce. Desta maneira com as assinaturas, que seguem a mesma tend&ecirc;ncia, sobretudo com a expans&atilde;o do 3G e dos celulares. Mas, pra fazer sentido, o executivo do Deezer lembra que usu&aacute;rio deve ter um agrad&aacute;vel celular, com acesso 3G razo&aacute;vel. Al&eacute;m do streaming, o pr&oacute;prio download de m&uacute;sicas &eacute; encorajado por alguns artistas.</p>

Social+media+campaign+poster3.jpg

<p>&Eacute; o caso do rapper Emicida, que j&aacute; lan&ccedil;ou um EP de forma completamente gratuita na rede, e pouco tempo atr&aacute;s divulgou seu novo &aacute;lbum primeiramente pelo Deezer e num envolvente conceito de document&aacute;rio musical no YouTube. Ao longo da pr&eacute;-venda do Geografia E Futebol , inclusive, o cantor foi divulgando pequenos teasers da m&uacute;sicas no website e o consequ&ecirc;ncia foi incr&iacute;vel. Dono da pr&oacute;pria marca, a Laborat&oacute;rio Fantasma, Emicida pode ser considerado um dos pioneiros pela estrat&eacute;gia independente e digital no Brasil. Ele prontamente foi patrocinado pela Intel, em um evento em que, sempre que fazia rimas, tinha o c&eacute;rebro monitorado em tempo real.</p>

<p>Aos poucos, ficou muito famoso pela Harvard Business Review , e at&eacute; passou a fazer men&ccedil;&otilde;es a ela em m&uacute;sicas. De acordo com o m&uacute;sico, &eacute; involunt&aacute;rio para a sua forma&ccedil;&atilde;o estar imerso na Internet e de uma maneira t&atilde;o produtiva. Para ele, o diferencial foi assimilar mais r&aacute;pido que a web &eacute; uma plataforma para alavancar a distribui&ccedil;&atilde;o da tua m&uacute;sica sem precisar da ind&uacute;stria tradicional. Ele bem como lembra que ainda h&aacute; um romantismo muito amplo com o modelo f&iacute;sico, contudo que a tend&ecirc;ncia &eacute; outra. O rapper n&atilde;o &eacute; o &uacute;nico que pensa deste modo, em o mundo todo, a&ccedil;&otilde;es usando a rede s&atilde;o ainda mais comuns.</p>

<p>O cantor Jay-Z, tais como, lan&ccedil;ou um novo CD em parceria com a Samsung, por meio de um aplicativo que distribuiu um milh&atilde;o de c&oacute;pias digitais gratuitamente. No T&eacute;rmino De Maio Linkin Park investiu em um jogo online em que os inscritos teriam acesso pr&eacute;vio &agrave; pr&oacute;xima m&uacute;sica do grupo. E imensos elementos do WhatsApp bem como est&atilde;o sendo usados em clipes, como em Roar, da cantora pop Katy Perry, muito popular no web site do Youtube.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License